CIRURGIAS DE CATARATA

Aba 1

     A catarata é a perda da transparência do cristalino, uma lente natural que existe dentro dos olhos e pode aparecer por volta dos 50 anos de idade. Ela vai causando uma perda na qualidade da visão que se torna cada vez mais embaçada e muitas vezes pode levar a uma mudança no “grau”. Mas muitas vezes, apesar da catarata já estar madura, o paciente pode não perceber diminuição da visão, sendo a catarata diagnosticada em um exame de rotina pelo oftalmologista.

Atualmente, com a técnica mais moderna de cirurgia de catarata chamada FACOEMULSIFICAÇÃO, a catarata é fragmentada por ondas de ultrassom e aspirada através de uma MICRO-INCISÃO de CÓRNEA de 2.4 mm. Pelo mesmo orifício, é implantada uma lente dobrável intra-ocular que substitui o cristalino opaco.
Hoje não se deve esperar a catarata amadurecer para ser operada, bem pelo contrário, deve ser operada o mais cedo possível, assim que diagnosticada, diminuindo os riscos de complicações cirúrgicas e permitindo uma recuperação visual mais rápida. Em casos bastante avançados a catarata pode ser visível a “olho nu” como “um branco” dentro do olho.
A catarata NÃO VOLTA. A cirurgia é DEFINITIVA, ou seja, é feita uma vez só. A LENTE que é implantada na cirurgia é PERMANENTE e fica DENTRO dos olhos. O implante de uma lente intra-ocular é OBRIGATÓRIO na cirurgia de catarata para recuperar a visão.
A lente pode ser uma LENTE SIMPLES, que tem como único objetivo tratar a catarata, não corrigindo o grau dos óculos, ou seja, o paciente continua usando óculos após a cirurgia, ou pode ser uma LENTE ESPECIAL, que trata a catarata e ao mesmo tempo corrige todos os tipos de graus de óculos ( hipermetropia, miopia , astigmatismo e presbiopia) e o paciente pode abandonar ou diminuir o uso dos óculos após a cirurgia, definitivamente.
As lentes que corrigem todo o grau para longe e para perto nos dois olhos são as lentes MULTIFOCAIS INTRA-OCULARES. Entre as lentes multifocais existem as BIFOCAIS e as TRIFOCAIS. Outras opções são corrigir o grau para longe nos dois olhos e continuar usando óculos para perto ou corrigir um olho para longe e o outro para perto. O modelo mais adequado para cada paciente é definido pelo médico oftalmologista após a realização de exames específicos pré-operatórios.
A cirurgia é feita com anestesia local e sedação, o paciente não fica internado, vai para casa no mesmo dia. Na maioria dos casos não é necessário dar pontos e é feito um olho de cada vez , com intervalo de 7 a 15 dias entre um e outro.
A recuperação geralmente é rápida e indolor. Os principais cuidados pós-operatórios são o uso de colírios por 30 dias, evitar prática de esportes ou levantar peso por 15 dias após cada olho operado.